a Partir de seu site: Charlene Teters, (Spokane), conhecido por seu ativismo e arte, é atualmente professor do Instituto de Índio norte-Americano de Artes em Santa Fe, Novo México. Como membro fundador da Coalizão Nacional sobre racismo nos esportes e na Mídia, sua carreira ativista começou com uma vigorosa disputa com a Universidade de Illinois sobre o uso de uma imagem estereotipada de um índio americano para mascote esportivo da escola. Ela escolheu eventos esportivos e lançou um debate nacional sobre a adequação desta prática por esportes e mídia. Esta história do Trabalho de Teters é o tema de um documentário vencedor de um prêmio ao ar nacional ” In Whose Honor?”por Jay Rosenstein. Hoje, sou um artista ativo e exibo internacionalmente. Ao criar instalações multimídia que examinam as presunções sociais e retratos do povo indiano na cultura pop e na mídia, minha obra de arte expressa minhas opiniões pessoais e políticas sobre a desumanização americana dos povos indianos.

eu tenho um Mestrado em Belas Artes da Universidade de Illinois e Doutorado Honorário em Belas Artes do Mitchell College, New London Connecticut. ABC World News Tonight with Peter Jennings honrou-me como Sua” Pessoa da Semana”, 10 de outubro de 1997.

sou atualmente Professor de arte no Instituto de arte indiana americana e também foi decano do Colégio de Artes e Estudos Culturais da IAIA. Ensinar é uma habilidade cultural estimada entre os povos nativos e, como tal, assumo a minha responsabilidade como um professor de coração. A minha arte, a minha palestra e o meu ensino centraram-se em alcançar uma mudança nacional na percepção das pessoas nativas. Muitas vezes ainda somos vistos como objectos ou como pessoas presas no passado. Somos pessoas do século XXI, e temos de ser vistas como tal para lidar com as graves questões que hoje enfrentamos. No entanto, mesmo no rescaldo de um importante movimento de direitos civis, somos invisíveis sob o peso da “mitologia”.”Nossos alunos nativos precisam ser reconhecidos para que possam contribuir para a comunidade maior.Charlene Teters (Spokane, 25 de abril de 1952) é uma artista, educadora e professora norte– americana. Suas pinturas e instalações de arte foram apresentadas em mais de 21 grandes exposições, comissões e coleções. Ela é membro da tribo Spokane, e seu nome Spokane é Slum Tah. Nasceu e cresceu em Spokane, Washington, perto da reserva Indiana de Spokane.

ela tem sido ativa em se opor ao uso de mascotes nativos americanos e outras imagens em esportes desde 1989. Ela é membro fundador da Coalizão Nacional sobre racismo no Esporte e na mídia (NCRSM).

“muitas vezes, as pessoas pensam em nativos americanos como nós fomos imaginados na virada do século. Se não andarmos por aí com pele de veado e franja, imitando o estereótipo em forma de vestido e arte, não somos vistos como reais. Os nativos americanos estão aqui, e nós somos pessoas contemporâneas, mas estamos muito informados e conectados com a nossa história.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.